O que Você precisa saber sobre os Carboidratos?

Muitos de nós aprendemos a gostar de combinações feitas de amido (um tipo de carboidrato ) mais gordura. Por exemplo: Colocamos manteiga em nosso pão, manteiga e creme de leite sobre  as batatas e  massas, ainda acrescentamos óleo. Estes pratos são muito calóricos,  tem um alto  IG (Índice Glicêmico)  e certamente vão aumentar o seu peso.

Se você é uma pessoa ativa e aprender a preferir os carboidratos de baixo IG, sem muita gordura adicionada,  poderá comer esses alimentos com moderação sem problemas.Sabendo comer os carboidratos

Metabolização(queima ou distribuição) do Amido

Calorias de amido são facilmente queimadas através de exercício aeróbico. Carboidratos de baixo e moderado IG devem ser uma parte importante da dieta.

Carboidratos refinados, como farinha branca e arroz polido (branco), podem ter a mesma contagem de calorias que a farinha de trigo integral e arroz integral, como estes passam por um processo nas refinarias, alguns dos constituintes do grão são perdidos, tais como: o farelo, que é uma fonte importante de fibra e o germe ou embrião, que tem vitaminas e outros nutrientes.

Vantagens do amido em relação ao açúcar

A principal diferença entre o açúcar e o amido é que o corpo tende a queimar o açúcar imediatamente e pode ser incapaz de armazenar sua energia. Os Amidos não criam esta dificuldade, pois o corpo armazena facilmente as suas calorias, transformando-os em glicose, quando necessário.

Efeitos ruins do açúcar

Além de seus efeitos sobre o metabolismo e ciclos de energia, o açúcar é certamente ruim para nossos dentes. É um alimento favorito das bactérias que causam a cárie dentária. Algumas formas de açúcar são piores que outras a esse respeito, o mel sendo particularmente ruim por causa de sua viscosidade (ajuda as bactérias a colarem no esmalte dos dentes), o chocolate sendo surpreendentemente benigno porque contém substâncias que interrompem está “cola” que as bactérias fazem.

As dietas ricas em açúcar também podem predispor algumas pessoas, especialmente mulheres a contraírem infecções fúngicas, p agravamento de alguns tipos de artrite e asma e pode elevar as taxas de gorduras no sangue (triglicéridos)

Muitas pessoas relatam problemas em comer alimentos ricos em açúcar. Uma experiência comum é que ocorre  uma carga rápida de energia, seguida mais tarde por uma queda rápida causando uma certa lerdeza e depressão. Algumas pessoas simplesmente sentem essa queda, dizendo que os  doces os deixam pesados e sonolentos. Outros dizem que mudanças de humor desaparecem quando param de comer açúcar.

Alguns pais estão convencidos de que o açúcar faz com que seus filhos fiquem hiperativos e os problemas de comportamento e atenção são muito menos grave se o açúcar é restrito ou retirado. Neste mundo sabemos que somos diferentes. Alguns de nós pode lidar com açúcar e outros não.

 

Desejo “Doce”

Hoje está na moda falar sobre vício em doces, e algumas pessoas gostariam que eu chamasse o açúcar de uma droga ao invés de um alimento. Prefiro chamá-lo de alimento que pode ter efeitos druglike em alguns indivíduos.

Dependência de açúcar não parece diferente da dependência de alimentos em geral, mas eu certamente concordo que o açúcar é uma poderosa fonte de prazer.

Desejo doce

 

Se o açúcar pode nos fazer mal, por que gostamos tanto?

Antigamente o ser humano, ser  guloso tinha algum sentido.

Nossos ancestrais muito distantes encontravam açúcar somente em frutas maduras e um favo de mel de forma ocasional. Desde  então o açúcar é energia instantânea, aqueles indivíduos que tinham um gosto por ele teriam mais chances de sobreviver a superar um tigre dente de sabre ou vencer uma luta.

A evolução não poderia ter previsto que mundo moderno seria preenchido com o açúcar. Geralmente podemos encontrar um pouquinho em um pequeno tempo de procura ao entrar em uma casa, loja ou escritório. É normal e natural desejar o açúcar, mas é sábio não ceder ao desejo cada vez que senti-lo. Muitas pessoas mencionam que  anseiam doces ou têm problemas para controlar sua ingestão. Quando são perguntados sobre o que exatamente estão comendo,  dizem sorvete, doces, bolos, etc. Estes não são apenas doces, mas combinações de açúcar e gordura.

Esses alimentos são carregados com calorias, são muito sedutores e os principais contribuintes para a obesidade. Veja se você pode satisfazer o seu desejo de doces somente com açúcar desses alimentos como: frutas secas, rebuçados, suco de fruta congelada (sorvetes ou gelados de água) e etc. Tratam-se de guloseimas mais saudáveis ​​porque são livres de gordura. Tente usá-las de forma consciente, como uma forma de se recompensar,  em vez de apenas comê-las sem nenhum motivo.

 

Picolé de frutas

 

Aqueles que condenam o açúcar totalmente devem observar que, na Índia, a terra natal da cana de açúcar e seus produtos são recomendados como alimentos e medicamentos nos seus antigos escritos sagrados. Comido conscientemente e moderadamente (não se esqueça de enxaguar a boca depois afim de evitar as bactérias), o açúcar é uma adição maravilhosa para a dieta.

Em termos  metabólicos o açúcar é o açúcar, não importa a forma que aparece, não há  nenhuma vantagem para o açúcar bruto, mascavo, mel, melaço ou xarope de bordo, a diferença é se eles tem traços minerais como impurezas e podendo ter sabores fortes que tornam mais difícil de comer imoderadamente e inconscientemente, como a maioria das pessoas comem açúcar branco.

A frutose (açúcar das frutas) recentemente se tornou disponível em forma refinada. É mais doce do que a sacarose (açúcar de mesa), oferecendo o benefício de menos calorias por unidade de doçura. Mas o corpo não o processa bem. Quando está em excesso pode perturbar o metabolismo do fígado e aumentar a gordura no sangue. Tente evitá-lo ao máximo, devemos nos preocupar com alto teor de frutose comum em antigos e novos produtos de tecnologia de alimentos, que é barato e agora presentes em refrigerantes, doces, geleias, xaropes, e condimentos. Mais uma vez dizemos para evitar ao máximo os alimentos industrializados que contenham frutose refinada.

O açúcar esta ligado à  psicologia humana. Desde pequenos aprendemos que o açúcar é a nossa recompensa, podemos nos lembrar a época em que nossos pais falavam” só vai ter doce de sobremesa após comer a comida com os vegetais que achávamos  desagradáveis”.

Um grande número de alimentos processados ​​contêm grandes quantidades de açúcar para torná-los saborosos. Muitos condimentos, ketchup e outros atrativos. Picles são carregados com açúcar, assim como as bebidas mais suaves. A indústria do açúcar gosta de nos dizer que a sacarose tem apenas dezoito calorias por colher de chá, mas a maioria das receitas são feitas com xícaras de açúcar e há um monte de colheres de chá em uma xícara.

Vale a pena prestar atenção na sua ingestão de açúcar, seja em frutas, suco de frutas, sobremesas, lanches, ou alimentos preparados. Se você nunca ficou sem açúcar por mais de alguns dias,  pode tentar fazer este teste para ver o quão forte é o hábito. Se você está propenso a depressão, alterações de humor, ou flutuações dos níveis de energia, esta experiência irá mostrar-lhe o  quanto o açúcar  está afetando sua condição.

 

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *