Metabolismo Equilibrado Ajuda no Emagrecimento

Muitos processos metabólicos no organismo são regulados por compostos químicos chamados hormônios. Com base no seu efeito no organismo, de forma geral, os hormônios podem ser classificados em Anabólicos ou Catabólicos. Então para um efeito de melhor entendimento vamos dar uma olhada nos hormônios do metabolismo e como eles funcionam.

Quem são os Hormônios Anabólicos?

Estrogênio: Mais presente no sexo feminino que no masculino, o estrogênio é produzido principalmente nos ovários. Ele regula algumas características sexuais femininas como:

  • Crescimento de seios e quadris,
  • Regula o ciclo menstrual e
  • Desempenha um papel no fortalecimento da massa óssea.

Testosterona: Mais presente no sexo masculino que no feminino, a testosterona é produzida principalmente nos testículos. Ela regula algumas características sexuais masculinas como:

  • Cabelo facial,
  • Voz,
  • Fortalece os ossos e
  • Ajuda a construir e manter a massa muscular.
    Woman on a Diet

Insulina: Produzido no pâncreas pelas células beta, a qual regula o nível de sangue e a utilização da glicose. O corpo não pode usar a glicose, principal fonte de energia, sem insulina. Quando o pâncreas não pode produzir insulina, ou quando o mesmo se esforça para processar a insulina que foi produzida, mas não obtém resultado (resistência à insulina) isto leva à diabetes.

 

Hormônio do crescimento (GH): Produzido na hipófise, o hormônio do crescimento estimula e regula o crescimento durante os primeiros estágios da vida. No final da puberdade, geralmente entre 15 e 20 anos de idade mantém o controle do fechamento das cartilagens dos ossos chamadas de (epífises).  Após o período anterior ajuda a regular a reparação óssea.

Quem são os Hormônios Catabólicos?

Adrenalina: a adrenalina é produzida pelas glândulas suprarrenais. É o componente essencial da resposta “luta ou fuga”. Ela  acelera o ritmo cardíaco, abre os bronquíolos nos pulmões para uma melhor absorção de oxigênio e inunda o corpo com glicose para uso de  energia rápida.

 

Cortisol: Também produzido nas glândulas suprarrenais, o cortisol é conhecido como o “hormônio do estresse”. Ele é liberado durante períodos de ansiedade, nervosismo ou quando o organismo sente desconforto prolongado. Ele aumenta a tensão arterial, os níveis de açúcar no sangue e cancela os processos imunes do corpo.

 

Glucagon: Produzido pelas células alfa do pâncreas, o glucagon estimula a quebra do glicogênio em glicose. O glicogênio armazenado no fígado e, quando o corpo necessita de mais energia (exercício, combate, nível elevado de stress), glucagon ou glicagina estimula o fígado a catabolizar (quebrar) o glicogênio, que entra no sangue em forma de glicose.

 

Citocinas: Este hormônio é uma pequena proteína que regula a comunicação entre uma célula e outra do sistema imunológico. As citocinas estão constantemente sendo produzidas e degradadas no corpo, onde os aminoácidos são reutilizados ou reciclados para outros processos. Dois exemplos de citocinas são Linfocinas e Interleucinas, na maioria das vezes liberada durante a resposta imune do corpo na invasão de (bactérias, vírus, fungos, tumor) ou lesão.

Como o Metabolismo Pode Afetar o Peso?

Correr e caminhar são exercícios aeróbicos e catabólicos comuns. O peso corporal de uma pessoa será o resultado final do catabolismo menos anabolismo: isso significa que quando praticamos atividades físicas podemos perder massa de gordura, massa magra (músculos) e também ganhar massa magra.

Talvez tenha ficado meio confuso. Mas vamos explicar melhor!

Como vimos em outro artigo publicado aqui no site sobre os dois processos que regem o metabolismo (Diferença entre Anabolismo e Catabolismo) . Quando o corpo está em processo de catabolismo ele tende a quebrar as moléculas a fim de produzir energia, o problema é que ele não só quebra moléculas de gordura, mas também de músculos (massa magra). Já no estado de anabolismo o corpo constrói tecidos.

Por isso o peso corporal é baseado na diferença destes dois processos, ou seja, ao praticar atividades físicas você perde e ganha massa magra (músculos).

Todos estes processos têm a ver com produção e uso de energia. O essencial é que haja um equilíbrio entre a energia que nós abastecemos nosso organismo e  a energia que gastamos.

Para quem quer emagrecer deve gastar além daquilo que é introduzido.

O excesso de energia adicional para o corpo é armazenado como glicogênio no fígado e músculos e posteriormente como gordura “o que muita gente não deseja”. Se o objetivo de uma pessoa é perder peso, o método básico é o de aumentar o uso de energia, reduzindo o consumo de energia, de preferência com supervisão médica.

A maioria das pessoas coloca a culpa no metabolismo como a razão para o excesso de peso ou peso reduzido. Mas os processos metabólicos variam em pequena escala de pessoa para pessoa. Aquela velha história de que umas pessoas tem um “alto” ou “rápido” metabolismo, enquanto outras sofrem de um “lento” ou “baixo”, não tem nenhum respaldo científico.

O ponto chave para dizer como o metabolismo de cada um vai funcionar está relacionado com a pratica ou não atividades físicas e na quantidade e qualidade de alimentos que são consumidos.

As pessoas que estão acima do peso.  Na maioria das vezes tem um distúrbio metabólico (relacionado à energia). O seu corpo recebe muito mais energia do que realmente precisa para usar regularmente, e a energia não usada acaba sendo armazenada como gordura.

Distúrbios no Metabolismo Que Podem Afetar o Peso Corporal

Existem dois distúrbios metabólicos que podem afetar o peso corporal, o Hipotireoidismo e o Hipertireoidismo.

Hipotireoidismo: é a condição em que a tireoide reduz sua produção hormonal, reduzindo o nível de uso de energia pelo corpo. Pessoas com hipotireoidismo tendem a ganhar mais peso, a menos que mantenham dieta e exercícios constantemente.

Hipertireoidismo: No hipertireoidismo ocorre o oposto, a tireoide aumenta a produção de hormônios e o uso de energia pelo corpo aumenta, levando as pessoas a perderem peso, as vezes além do normal.

Taxa Metabólica Basal

Alterar a Taxa Metabólica Basal (TMB) é quase que impossível para as pessoas que apresentam tais distúrbios em seu metabolismo. A melhor opção para atingir o peso ideal é, em longo prazo modificar os níveis de dieta e atividades físicas.

Talvez você possa ter lido acima sobre a Taxa Metabólica Basal, mas não entendeu!

Aqui vai a definição!

Taxa Metabólica Basal ou TMB é o mínimo de energia necessária para manter nosso corpo funcionando em repouso. Mesmo que estejamos parados ou dormindo nosso corpo continua gastando energia para manter o coração batendo, os pulmões fazendo o processo de respiração e todos os outros órgãos trabalhando em conjunto.

Anabolismo Para Perder Peso

O processo anabólico de construção da massa muscular através de exercícios como: danças, ioga, jardinagem ou outra atividade física, eventualmente eleva a quantidade massa magra corporal (menos gordura) e a uma maior necessidade de energia (processo em que o catabolismo vai agir) para alimentar as células musculares.

Alimentação Balanceada Ajuda a Perder Peso

Ametabolismo emegrecimento 2 qualidade nutricional dos alimentos também é um fator chave, evitando calorias “vazias”, principalmente o excesso de gordura má e açúcares, que o corpo não pode usá-las totalmente e acaba armazenando.

O Catabolismo age na quebra dos alimentos, independentemente do seu valor nutricional. Para os processos anabólicos trabalharem de forma correta, o corpo deve ter os nutrientes adequados. Comer alimentos saudáveis ​​ajuda o corpo a construir-se em formas mais saudáveis.


 

Exercícios Anabólicos ou Anabolizantes 

Geralmente são aqueles que constroem massa muscular, tais como: Levantamento de Peso e Exercícios Isométricos (Resistência sem Movimento). No entanto, qualquer atividade anaeróbica (exercícios de maior intensidade com menor período) é basicamente anabólica.

Exercícios anaeróbicos são:

  • Corrida,
  • Pular corda,
  • Intervalo de formação ou
  • Qualquer atividade feita com elevada intensidade durante curtos períodos de tempo.

Com estas atividades, o corpo é forçado a usar suas reservas imediatas de energia. Em seguida, remover o acúmulo de ácido láctico nos músculos. Para se preparar para mais um esforço, o corpo aumenta a massa muscular, fortalece ossos e utiliza os aminoácidos (pequenas moléculas que formam a proteína) para aumentar as reservas de proteína. Alguns dos aminoácidos virão da gordura armazenada no corpo.

 Exercícios Catabólicos

Em grande parte eles são aeróbicos, o que significa que consomem oxigênio e ajudam a queimar calorias e gordura. No catabolismo o oxigênio é um fator chave, pois ele é um agente de redução, em muitos processos químicos. Exercícios aeróbicos / catabólicos típicos são:

  • Corrida,
  • Ciclismo,
  • Natação,
  • Dança ou
  • Qualquer atividade física feita por pelo menos 20 minutos em intensidade moderada.

Quanto tempo devo fazer atividades físicas?

O tempo é um fator importante na obtenção de resultados, porque depois de 15 a 20 minutos, o corpo para de usar a glicose e glicogênio (armazenado no Fígado e músculos) e passa a usar gordura para sustentar as necessidades de energia do corpo, como metabolismo emegrecimento 3consequência você perde peso.

Para esse processo catabólico, o oxigênio é necessário. Através da combinação de exercícios aeróbicos e anaeróbicos em uma base consistente, uma pessoa pode usar os processos anabólicos e catabólicos para alcançar ou manter um peso corporal ideal, bem como melhorar e manter a saúde de forma geral.

 

 

 Existem alimentos Alimentos Catabólicos “Calorias Negativas” que ajudam a perder peso? 

A perda de peso através dos alimentos que produzem o catabolismo ainda não é uma ideia aceitável pela ciência. Chegamos a esta conclusão através de várias pesquisas.

No estudo da biologia, a digestão é destinada a extrair nutrição e energia dos alimentos, realizando o processo induzido pelo catabolismo. Caso organismo invista mais para ganhar menos dos alimentos, sofreria danos.

Em termos de física, um alimento catabólico custaria mais energia para processar do que o que proporcionaria ao organismo, levando à perda de energia que terminaria em morte. No processo digestivo pode haver uma perda líquida de energia, contudo organismo continua vivo.

No entanto, existem alguns alimentos onde o gasto calórico para processá-los é um pouco maior que as calorias que eles fornecem ao sistema. O exemplo claro é a água e especialmente água gelada. O corpo precisa aquecê-la antes de absorvê-la, levando a uma pequena dívida calórica, lembrando que a água tem 0% de calorias.

Alimentos com alto teor de água, tais como Aipo, também têm esse pequeno efeito catabólico. Mas o valor nutricional da água e aipo não é elevado o suficiente para sustentar adequadamente um organismo. Por isso contar apenas com esses alimentos para perder peso pode levar a complicações graves na sua saúde.

Quer saber mais sobre alimentos de calorias negativas, clique aqui e veja nosso artigo sobre “Calorias Negativas”.

 

 

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *