Peixes Contaminados Por Mercúrio, Podem Ser Prejudiciais?

Mercúrio, um dos piores contaminantes dos peixes.

O mercúrio se faz presente na vida aquática, sua concentração é maior em peixes predadores de grande porte. Ele está presente nos peixes que comemos e vem se tornando um grande problema em todo o mundo. 

O Mercúrio em si é um elemento natural que está presente em todo o ambiente, em plantas e animais. Entretanto a atividade industrial humana (como a geração de eletricidade a carvão, fundição e à incineração de resíduos)  a quantidade de mercúrio no ar que eventualmente encontra seu caminho em lagos, rios e do oceano, onde é devorado pelos peixes desavisados e outros seres aquáticos.

Peixes contaminados por Mercúrio metais pesadosA maioria dos peixes contêm traços de mercúrio.

Existem alguns peixes, tipos de crustáceos e moluscos que apresentam grandes quantidades desta contaminação.

Tudo isso pode ser explicado por duas vertentes, porque vivem em águas mais contaminadas ou são carnívoros maiores e consomem peixes menores contaminados.

Tanto o ser humano quanto os animais tem dificuldades em eliminar o mercúrio dos seus organismos e isso ajuda a construir níveis muito elevados nos sistemas dos animais, incluindo os seres humanos que venham consumi-los.

Os níveis de contaminação variam de um lugar para o outro e de pessoa para pessoa. Dessa maneira mesmo que o consumidor seja uma pessoa informada é muito difícil saber se o peixe que ele está ingerindo tem um alto ou baixo teor de mercúrio e dependendo do indivíduo ainda que coma peixes de forma moderada e moderadamente contaminados, ainda assim, isso pode colocá-lo em uma situação de risco.

Outras fontes de contaminação por Mercúrio

  • Tatuagens (vermelho)
  • Vacinas com conservante tipo Tiomersal ou Timerosal
  • Restaurações Amálgamas dentárias (50% mercúrio elementar): fonte de exposição crônica (resina para restaurar os dentes)
  • Antissépticos a base de mercúrio

Efeitos da contaminação por mercúrio

Muitas doenças tem se manifestado por causa da exposição ao mercúrio. Umas das principais são as de efeitos agudos e crônicos que afetam os sistemas Cardiovascular e Nervoso Central. Além disso, a Agência de Proteção Ambiental (EPA) e a Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (IARC) realizaram estudos e  designaram o mercúrio como um possível carcinógeno humano, ou seja, causador de câncer.

O que acontece quando consumimos Mercúrio?

Ao comermos algum alimento contaminado por mercúrio, o organismo absorve e ele passa facilmente através da parede gastrointestinal e é distribuído por todo o corpo dentro de 30 horas.

O mercúrio pode afetar quase todos os órgãos e é capaz de atravessar a hematoencefálica e barreiras placentárias (criando problemas irreversíveis para um feto em crescimento).

Sinais e sintomas da contaminação por Mercúrio

Aspecto cinza escuro na boca e faringe, dor intensa, vômitos, sangramento na gengiva, sabor metálico na boca, sensação de ardor no trato digestivo, diarreia grave ou sanguinolenta, estomatite, glossite, nefrose, caquexia, anemia, hipertensão, possibilidade de alteração cromossômica.

A exposição ao mercúrio de forma crônica causa graves problemas de saúde, especialmente no sistema nervoso como: tremores, problemas de
suor, saliva, afeta até o leite materno.

O tempo necessário para que a taxa de mercúrio caia para metade do seu valor inicial é de 45 a 70 dias no corpo humano.
Em outras palavras, se nós consumimos mercúrio mais rápido do que podemos eliminá-lo, ele se acumula.

Comer peixe contaminado por mercúrio pode prejudicar o coração

O mercúrio se acumula em vários tecidos e dessa forma atinge as paredes do coração, com isso tem causado aumento da Pressão Arterial.

Nos batimentos cardíacos além de aumentar, tem provocado irregularidades. Vários estudos chegaram à conclusão de que o mercúrio é o causador do aumento das taxas de morte por doenças cardiovasculares.

 Mercúrio pode causar problemas na gravidez

A exposição ao mercúrio pode ser particularmente perigosa para as mulheres grávidas e as crianças pequenas. Durante os primeiros anos de vida, o cérebro da criança ainda está se desenvolvendo rapidamente para absorver os nutrientes. 

Mesmo em doses baixas, o mercúrio pode afetar o desenvolvimento da criança, causando atraso para andar e falar, encurtando atenção e dificuldades de aprendizagem. Com menos frequência, altas doses pré-natais e infantis exposições ao mercúrio pode causar retardamento mental, paralisia cerebral, surdez e cegueira.

 A alta ingestão de mercúrio durante a gravidez resulta em problemas irreversíveis para o feto. Ainda assim, em algumas regiões com fontes limitadas de proteínas e gorduras Omega-3, os peixes podem beneficiar o feto em crescimento.

Relação entre Peixes, Ômega -3 e o Mercúrio.

O consumo de peixe visando obter os ácidos graxos Ômega 3 dos tipos EPA (Ácido Eicosapentaenoico) e o DHA (Ácido Docosaexaenoico) tem ajudado muitas pessoas no combate e prevenção de ataques cardíacos.

O problema é que três estudos recentes mostraram que comer peixes contaminados por mercúrio pode ter um efeito oposto.

No primeiro estudo foram avaliadas as pessoas que já tiveram um primeiro ataque cardíaco e notou se que elas tinham uma quantidade de mercúrio 15 vezes maior.

No segundo estudo foi constatado um aumento do risco de mortalidade cardiovascular com o aumento da exposição ao mercúrio

O terceiro estudo descobriu que um alto teor de mercúrio no cabelo pode ser um fator de risco para problemas coronarianos agudos, doença cardiovascular, doença cardíaca coronária, e todas as causas de mortalidade em homens de meia idade e este estudo também descobriu que o mercúrio pode anular todos os efeitos benéficos e protetores dos peixes na saúde do coração.

Comida do mar  pode ser uma faca de dois gumes..

 Quais doenças podem ser causadas pelos peixes contaminados por Mercúrio?

No Sistema Nervoso pode causar

  • Déficit de atenção com hiperatividade,
  • Depressão,
  • Insônia,
  • Transtorno bipolar e
  • Doenças neurodegenerativas.

No fígado pode causar

  • Câncer de fígado,
  • Diminuição na capacidade de metabolização substâncias e 

Nos Ossos pode causar

  • Osteoporose

Pode causar alterações hormonais

  • Obesidade,
  • Menopausa precoce,
  • Falência da tireoide e
  • Falência adrenal.

Esses são alguns dos problemas que o mercúrio (um dos metais tóxicos e pesados) pode provocar em nosso organismo.

Mercúrio em uma alta dieta de peixes

Dr. Jane Hightower, um médico de medicina interna na California Pacific Medical Center, em San Francisco, também relacionado o consumo de peixe para níveis elevados de mercúrio quando ela testou seus próprios pacientes. 

Seu estudo de 2003 descobriu que 89 por cento dos pacientes participantes, escolhidos por causa de suas dietas de peixe-pesada, tinham níveis elevados de mercúrio. Muitos tinham níveis quatro vezes maiores do que o que a Agência de Proteção Ambiental considera seguro.

A boa notícia é que o Dr. Hightower e outros profissionais de saúde Concluiram que níveis elevados de mercúrio são reversíveis: basta cortar o consumo de peixe contaminado com mercúrio provoca mercúrio no sangue cair, embora possa demorar seis meses ou mais.

Quer saber medidas para diminuir a contaminação por mercúrio. Clique aqui e veja.

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *