Resistência à Leptina: Uma Das Principais Causas De Emagrecer e Engordar (Efeito Sanfona)

Existe um hormônio chamado Leptina o qual tem sido apontado pelos cientistas como o principal causador deste efeito. Muitas pessoas acreditam erroneamente que ganhar e perder peso estão fortemente ligados em calorias e força de vontade. No entanto uma pesquisa da obesidade moderna discorda um pouco sobre estes pensamentos. 

Também chamado de Efeito Sanfona (Emagrece e Engorda rapidamente)

Seguindo a linha de vários estudos, acredita-se que a resistência à Leptina é o líder controlador de ganho de gordura em seres humanos.

 

 

Leptina – O Hormônio “Máster” que Regula o Peso do Corpo

 Este hormônio é produzido pelas células de gordura do corpo. Muitas vezes é referido como o “hormônio da saciedade” ou o “hormônio de inanição”.

Seu alvo primário é o cérebro, atingindo particularmente uma área chamada de hipotálamo.

Simplesmente falando, a Leptina tem a responsabilidade de comunicar ao cérebro que temos bastante gordura armazenada. Não precisamos mais comer e podemos queimar as calorias em um ritmo normal.

Ela também tem muitas outras funções relacionadas com a fertilidade, imunidade, função cerebral e outros.

O seu principal papel é a regulação em longo prazo do balanço de energia, ou seja, relaciona-se com a quantidade de calorias que comemos, gastamos, e a quantidade de gordura que armazenamos em nossos corpos.

Seu sistema tem a função de não nos deixar passar fome ou comer demais. Entretanto a facilidade que se tem para comer em nossa atualidade não se compara aos primórdios da humanidade, quando o homem tinha que caçar para se alimentar.

Hoje em dia o trabalho que se tem para comer muitas vezes é só o de abrir a geladeira. Com toda essa facilidade, o nosso corpo começa a se acostumar tendo comida de forma fácil e rápida. O sistema da Leptina que devia nos regular para não comermos demais acaba sendo prejudicado.

 Como a Leptina Funciona?

Este hormônio é produzido pelas células de gordura do corpo. Quanto mais gordura corporal eles carregam, mais Leptina produzem.

A Leptina é levada pela corrente sanguínea até o cérebro, enviando um sinal ao hipotálamo (área do cérebro que controla quando e o quanto comemos).

As células de gordura usam-na para avisar ao cérebro a quantidade de gordura corporal que elas carregam. Grandes quantidades de Leptina dizem ao cérebro que temos abundância de gordura armazenada, enquanto baixos níveis de Leptina dizem ao cérebro que as reservas de gordura estão baixas e que estamos o cérebro por sua vez emite o sinal de fome, logo vem a vontade de comer.

Esquema de Funcionamento da Leptina

Nós comemos -> A Gordura Corporal se Eleva -> A Leptina sobe -> Logo Passamos a comer menos e queimar mais calorias.

Ou

 Não comemos -> A gordura corporal Abaixa -> A Leptina abaixa -> Logo Passamos a comer mais e queimar menos calorias.

 

leptina 2

Você Tem Dificuldade Para Emagrecer? Ou Gostaria de Perder Peso Mais Rápido?
Clique Aqui e Veja Como Isso é Possível 

 

Resistência à Leptina Pode Ser a Principal Anormalidade Biológica para a Obesidade

As pessoas que são obesas têm muita gordura corporal em suas células de gordura.

As células de gordura produzem a Leptina em proporção ao seu tamanho, ou seja, as pessoas obesas têm níveis muito elevados de Leptina por conta da grande quantidade de tecido gorduroso.

Quando a Leptina está em seu funcionamento normal, o cérebro automaticamente fica ciente do quanto de energia ele vai usar ou armazenar.

No entanto, o problema é que o sinal da Leptina não funciona, o cérebro não consegue recebê-lo. Grosseiramente falando, mesmo que haja uma tonelada de Leptina por aí, o cérebro não consegue enxergar. Com isso o seu cérebro acha que você está sem gordura e por incrível que pareça, ele associa que com isso você esta Magro(a) e precisa de mais comida.

Esta condição é conhecida como a resistência à LeptinaAcredita-se agora ser a principal anomalia biológica na obesidade humana.

Isso tudo pode acarretar nos processos negativos mais comuns de quem está obeso:

Faz com que o cérebro altere nossa fisiologia e comportamento, a fim de recuperar a gordura que ele associa que está faltando. No final você acaba:

  • Comendo mais: O cérebro pensa que nós devemos comer para não morrer de fome.
  • O Cérebro Reduz o Gasto de Energia: O cérebro associa que precisamos conservar a energia, por  isso temos mais preguiça e queimamos menos calorias em repouso.

Podemos ver que comer mais e se exercitar menos não é a causa do ganho de peso, é a consequência da resistência à Leptina, um defeito hormonal.

Para a grande maioria das pessoas, tentar exercer a inibição cognitiva (força de vontade) sobre o sinal de fome orientado a Leptina é quase impossível.

Perder Peso Reduz a Leptina, logo o cérebro tenta ganhar o peso que perdeu novamente.

A maioria das “dietas” não fornece bons resultados em longo prazo. Este é um problema bem conhecido em estudos sobre perda de peso.

As dietas são tão ineficazes que sempre quando alguém consegue emagrecer, essa pessoa é vista como um material de boa notícia aparece rapidamente nos mais conhecidos canais de mídia.

Por que perdemos peso ao iniciar a dieta e depois de um tempo parece que não perdemos mais?

A verdade é que quando se trata de perder peso com sucesso, em longo prazo existe uma dificuldade muito grande.

Agora vejamos o motivo desta afirmação acima!

Inicialmente a pessoa perde uma quantidade considerável de peso. Após certo tempo o corpo começa a não aceitar mais perder peso. 

Existem muitas razões possíveis para isso, mas a pesquisas mostram que a Leptina pode ter muito a ver com isso.

Perder peso reduz a massa de gordura, o que leva a uma redução significativa nos níveis de Leptina, mas o cérebro não necessariamente inverte a sua resistência à Leptina.

Quando Leptina é reduzida, isso leva à fome, aumento do apetite, redução da motivação para o exercício e diminuição da quantidade de calorias queimadas em repouso.

Basicamente, a Leptina reduzida faz com que o cérebro pense que está morrendo de fome por isso, inicia todos os tipos de mecanismos poderosos para recuperar a gordura corporal perdida. Erroneamente ele pensa que está nos protegendo da fome.

Em outras palavras, o cérebro ativamente defende a maior quantidade de massa gorda, usando grandes forças bioquímicas que nos obrigam a comer de volta o peso perdido.

A maioria das pessoas que fazem dietas já esta familiarizado com esta perda de peso.  Muitas vezes é fácil perder no começo, especialmente quando a motivação é alta, mas muito em breve a fome, os desejos e a motivação para atividades físicas vão sendo reduzido.

Esta é a razão principal pela quais muitas pessoas ficam no “Efeito Sanfona”, perdem uma quantidade significativa de peso, apenas para ganhar os que já perderam e uns a mais.

Observação: Quando as pessoas perdem gordura, os níveis de Leptina diminuem significativamente. O cérebro interpreta isso como um sinal de fome, altera a nossa biologia e comportamento para recuperar a gordura perdida.

 

O Que Pode Causar Resistência à Leptina?

De acordo com alguns pesquisadores, vários mecanismos celulares subjacentes foram identificados.

Podemos Citar:

  • Inflamação: sinalização inflamatória no hipotálamo é uma importante e provável causa, em animais e seres humanos.
  • Ácidos Graxos (gordos) livres: Elevados níveis de ácidos graxos livres na circulação sanguínea, podem aumentar os metabólitos de gordura no cérebro e interferir com a sinalização da Leptina.
  • Altos Níveis de Leptina: Níveis elevados em primeiro lugar parecem ser uma das causas principais.

Praticamente todos esses fatores são o aumento da obesidade, então isso pode formar um ciclo vicioso em que as pessoas ficam mais gordas e cada vez mais resistentes a leptina ao longo do tempo.

Observação: As causas potenciais de resistência à Leptina incluem inflamação, ácidos graxos livres e elevados níveis elevados de Leptina. Todos os três são aumentados na obesidade.

O Que a Ciência Sabe Sobre a Inversão de Resistência à Leptina

A melhor maneira de saber se você está resistente é olhar no espelho.

Se você tem uma grande quantidade de gordura corporal, especialmente na região da barriga, então você está quase certamente resistente.

A chave para prevenir (ou reverter) este tipo de resistência está na redução da inflamação induzida por uma reeducação alimentar.

Existem várias coisas que você pode fazer:

  • Evitar alimentos processados (industrializados): Alimentos Altamente  processados ​​podem comprometer a integridade do intestino e da unidade de inflamação.
  • Coma a fibras solúveis: Comer fibras solúveis pode ajudar a melhorar a saúde do intestino e pode proteger contra obesidade.
  • Exercício: A atividade física pode ajudar a reverter a insensibilidade.
  • Coma proteínas: Comer muita proteína pode causar perda de peso automática. Há muitas razões para isso, uma delas pode ser uma melhoria na sensibilidade à Leptina.
  • Reduzir os níveis de triglicerídeos: Triglicerídeos elevados no sangue podem impedir o transporte da Leptina a partir de sangue para o cérebro.

A melhor maneira de reduzir os triglicerídeos é reduzir a ingestão de carboidratos.

Estas medidas parecem familiares?  Claro que sim! Sempre soubemos que elas estão associadas a uma boa saúde.

Infelizmente, não há nenhuma maneira simples de fazer isso. Comer comida de verdade, a manutenção de um intestino saudável, fazer exercícios, dormir bem, etc.. Estes são todos os esforços ao longo da vida que exigem uma mudança drástica em seu estilo.

Conclusão Para a Obesidade Relacionada à Leptina

A obesidade não é causada pela ganância, preguiça ou falta de força de vontade.

Existem grandes  forças bioquímicas em jogo, que são principalmente impulsionadas por mudanças no ambiente e, particularmente, na dieta ocidental.

O importante é sempre lembrar que a obesidade e doença crônica na maioria das vezes andam juntas. Devemos ter cuidado com elas, afinal de contas a sua saúde é muito importante.

Embora as causas da obesidade sejam complicadas e diversificadas, a resistência à Leptina é a principal razão pela qual as pessoas ganham peso e têm grande dificuldade em perdê-lo.

A Leptina é o “hormônio mestre” de regulação de gordura corporal.

 

Você Tem Dificuldade Para Emagrecer? Ou Gostaria de Perder Peso Mais Rápido?
Clique Aqui e Veja Como Isso é Possível 

 

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *