Fascite Plantar

Sabe aquela dor chata que você sente na parte de baixo do pé. Você faz de tudo para passar, mas ela não vai embora. Infelizmente você é um forte candidato a ter Fascite Plantar.

Mas fique tranquilo, pois se este for o seu problema de saúde, estamos aqui para lhe ajudar a saber tudo sobre processo da fascite plantar.

fascite plantarO Que é Fascite Plantar?

Antes de sabermos o que é fascite plantar, vamos aprender sobre o que é a fáscia Plantar e como ela funciona.

A Fáscia plantar inicia no calcanhar e termina nos dedos dos pés. Ela é um tecido conjuntivo e fibroso, um tipo de ligamento com muito colágeno, com pouca elasticidade. Podemos citar as funções que ele exerce:

  • Proteger as estruturas Neurovasculares
  • Proteger as estruturas musculares dos tendões presentes na planta dos pés
  • Absorver carga de peso e impacto quando caminhamos ou corremos

A fascite plantar (também conhecida como fasceopatia plantar) é uma espécie de degeneração da fáscia plantar. Geralmente esta doença se apresenta em pessoas com idade na faixa dos 40 a 60 anos, prevalecendo mais em mulheres.

Mas ela também pode acometer dois tipos de pacientes, tanto pessoas fisicamente ativas como atletas e corredores que sofrem bastante carga durante os exercícios, tanto aquelas pessoas que são sedentárias, desta forma podemos classificar a fascite plantar como uma doença bimodal.

Uma em cada dez pessoas poderão adquirir a fascite Plantar.

Causas Relacionadas a Fascite Plantar

  • Obesidade
  • Carga de atividade física exagerada
  • Utilizar sapato muito fino
  • Salto alto

Todos estes problemas estão associados a fascite plantar.

Sintomas

A Pessoa vai apresentar uma dor que inicia em baixo do calcanhar e conforme a inflamação for aumentando, a dor pode se irradiar para o arco plantar do pé até os dedos.

Na maioria das vezes a pessoa sente a dor nos pés logo ao sair da cama na primeira pisada da manhã. No decorrer do dia a dor vai amenizando. Isto acontece porque durante a noite quando estamos deitados dormindo temos a tendência de fletir os pés para frente (estilo pé de bailarina) ao fazermos este movimento encurtamos nossa fáscia e com isso ao levantar da cama e pisar no chão a fáscia sofre uma tensão não esperada, pois quando colocamos os pés no chão ela é obrigada a se esticar rapidamente, com isso a dor logo dá as caras.

Uma outra forma de a fascite plantar se apresentar é em pessoas que tem não só a fáscia plantar encurtada, mas também a musculatura da panturrilha e do tendão de Aquiles. Estas musculaturas são chamadas de cadeia posterior da perna, coxa e quadril.

Ocorre o encurtamento destas musculaturas em pessoas que tem fascite plantar, sejam eles sedentários ou atletas, isso faz com que a pessoa na sua caminhada ou corrida sobrecarregue a sua fáscia plantar, por conta deste encurtamento. Muitas pessoas nem percebem que estão forçando a fáscia plantar.

Como é Feito O Diagnóstico?

O diagnostico é feito com base na história que a pessoa ou paciente conta para o médico.

Radiografias podem ser feitas para excluir outros tipos de doenças como exemplo: a pressão exercida em algum nervo dos pés podendo ser causada pelo esporão calcâneo que é um outro problema que pode estar associado a fascite plantar.

Tratamento

Conforme mencionamos acima as causas ou etiologia da doença está ligada aos fatores coadjuvantes como: obesidade, sedentarismo, carga pesada de exercícios, uso de sapato ou calçado muito fino e sapato alto.

Como último fator, que pode ser um dos mais importantes, o encurtamento da musculatura posterior das pernas.

Por isso o tratamento segue sendo conservador, não é muito necessária a cirurgia. O foco do tratamento é o alongamento da fáscia plantar, panturrilha, coxa tendão de Aquiles .

Tratamento Com Garrafa de Gelo

fascite palntarEncha uma garrafa com agua e congele-a. Coloque a garrafa com água congelada em baixo dos pés, mais precisamente na fáscia plantar. Comece a rolar a garrafa para frente e para trás. O ideal é que este tratamento seja feito por três vezes o dia com a duração de 15 a 20 minutos 

Tratamento Com Alongamentos

faáscia plantarAs pessoas que iniciam o tratamento com alongamentos devem fazer em média duas vezes ao dia. Mantendo esta rotina percebera uma melhora na dor com 3 a 4 semanas de tratamento. Grande parte dos pacientes melhora com este tipo de tratamento.

fascite palnatr

 

 

 

 

 

Tratamento Com Máquina de Choque

Quando os tratamentos conservadores não obtêm bons resultados, existe o tratamento de choque defendido por outras literaturas. Não é o mesmo choque da fitoterapia, mas sim o parecido com o de quebrar pedras renais.

Este tipo de tratamento funciona da seguinte forma : Uma máquina é colocada na fáscia plantar e emite uma onda sonora que provoca uma pequena lesão na fáscia. O corpo passa a entender que precisa reparar esta lesão rapidamente. Faz se o estímulo da cicatrização por uma maneira diferente

Tratamentos Com Infiltração

fascite plantarInfiltração de corticóide e hormônios estão caindo em desuso, pois aumentam as chances de romper a fáscia plantar onde pode ter uma complicação de pele por conta da infiltração. Ela só e usada quando todos os recursos foram esgotados e o paciente só tem condições de receber uma infiltração. infiltração com prp ou outro tipo de indutor de cicatrização, também não e recomendado.

Cirurgia na Fáscia Plantar

fáscia plantarSerá feita uma lesão na fáscia plantar, um pequeno corte para liberar a fáscia. Em alguns casos pode ressecar o esporão calcâneo. Outro Método que pode ser feito é por câmera endoscópica. os pacientes evoluem bem a este tratamento.

Prevenção

De acordo com os órgão de saúde, a população deve receber informações e estratégias que englobem sobre como praticar os alongamentos. O alongamento mais efetivo é após o exercício , num período de 10 a 15 minutos . Não podemos esquecer de evitar os fatores associados aos quais já mencionamos: obesidade, carga exagerada de atividade física sobre a fáscia, sapato fino, calçado rasteiro e salto alto.

Artigos Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *